Categorias

Blog

Benefícios de ter sensor de estacionamento

Publicado em 07/12/2018

A marcha ré foi apontada como a grande "vilã" dos motoristas, de acordo com um levantamento realizado pela seguradora Allianz. De acordo com os dados da empresa, 40% dos acidentes acontecem durante as manobras de estacionamento. Por esse motivo, o sensor de estacionamento também é considerado como item de segurança.
Além de proporcionar maior comodidade e agilidade durante as manobras, esse dispositivo auxilia a evitar que danos ou prejuízos sejam causados ao motorista, pedestres e passageiros. Neste artigo, mostraremos alguns dos principais benefícios de utilizar o sensor de estacionamento. Confira!


Como o sensor de estacionamento funciona


O segmento automotivo está entre os que mais investem em tecnologia e inovação. Diversos itens, acessórios, peças e produtos são desenvolvidos diariamente para proporcionar segurança, comodidade e conforto para os motoristas.
Assim também surgiu o sensor de estacionamento, um dispositivo desenvolvido para auxiliar na segurança durante as manobras de ré e dianteiras, e que indica a distância entre o obstáculo e o veículo. Os modelos podem variar, sendo que alguns tem apenas aviso sonoro, outros display no painel, e outros compatíveis com central multimídia.
O sensor emite uma frequência sonora inaudível ao ouvido humano que reflete no objeto e volta emitindo um sinal. Dessa forma, a distância é calculada através do tempo que o sinal gasta para regressar do objeto ao sensor. Instantaneamente, avisa o motorista por meio de um bip, ou do monitor, qual é a distância que o veículo está do bloqueio.
Quanto menor o intervalo entre o som emitido, mais próximo o veículo está do objeto. A média de distância considerada pelo sensor é de 150 centímetros entre o veículo e o bloqueio.


Principais benefícios de ter sensor de estacionamento no veículo


O sensor de estacionamento também identifica quando há pessoas atrás do veículo. Dessa forma, ao alertar o motorista, fica mais fácil garantir a segurança das crianças e animais, que nem sempre percebem que um veículo está em movimento.
Todos os modelos de sensor permitem que o condutor perceba a distância que o veículo está do objeto mais próximo. Dessa forma, minimiza o risco de colisão para o motorista, alertando-o sobre a proximidade. Ou seja, auxilia o motorista em garagens apertadas ou em locais com grande fluxo de pessoas, por exemplo.
A manobra de estacionamento pode ser uma prática demorada para quem já sofreu uma colisão, que não está habituado a dirigir ou não conhece o local. Com o uso do sensor de estacionamento, a manobra pode ser feita com maior agilidade e segurança.
A Orbe do Brasil conta com diversos sensores de estacionamento, entre os quais está o sensor de estacionamento via wireless, que permite fácil instalação tanto em ônibus, quanto em caminhões e que dispensa o uso de fios e cabos para conexão. O aparelho conta com display LCD, 4 sensores, sensor a prova d’água, e pode ser instalado até fora da cabine, além de outros benefícios. Conheça o produto.

Compartilhe:

4 maneiras de tornar a viagem de ônibus mais agradável

Publicado em 26/10/2018

 

Uma pesquisa realizada pela Booking.com, revelou que as viagens curtas são as mais populares no Brasil. Com isso, é natural que o ônibus rodoviário seja o meio de transporte mais utilizado por quem vai viajar dentro do país.
Independente de quanto tempo o viajante vai passar nesse transporte, todos querem uma viagem agradável. Por isso que, neste artigo, vamos ajudar quem utiliza esse meio de transporte. Confira nossas dicas para tornar o trajeto mais agradável.


Dependendo do destino, uma viagem de ônibus pode ser bem longa e cansativa. Não ficar pensando na distância percorrida é uma forma aproveitar melhor o passeio. A seguir listamos outras atitudes que você pode ter:


1. Conheça as pessoas ao seu redor
Você não precisa chegar ao seu destino para conhecer novas pessoas. Elas já estão ali, ao seu redor dentro do ônibus. Puxe assunto, converse, descubra quem elas são, ouça suas histórias.
Certamente, o tempo passará bem rápido e, quando menos imaginar, você estará em seu destino.


2. Leia um livro ou uma revista
Se você não levou nenhum livro ou revista no ônibus, não se preocupe. Existem diversas revistas que podem ser lidas por meio de aplicativos ou que disponibilizam download diretamente de seus sites.
O Play Books é  um aplicativo do Google nativo em alguns aparelhos, onde é possível comprar diversas edições ou ler algumas páginas da amostra. Uma ótima alternativa para quem quer saber se o livro é realmente bom, antes de investir.


3. Aprenda ou aprimore um idioma
A correria do dia a dia atrapalha o desenvolvimento de novas habilidades. Durante uma viagem é o momento ideal para quem quer iniciar o aprendizado em um idioma ou treinar o que já sabe.
Você pode utilizar aplicativos, ver vídeos, ouvir podcasts, fazer testes online etc.


4. Assista vídeos, ouça músicas
Serviços como Netflix, YouTube Premium ou Spotify permitem que o usuário faça download do conteúdo disponível para ver ou ouvir offline. Se preferir, e tiver uma boa conexão de dados, também é possível usar online.
Com essas opções, você pode ver filmes e séries, acompanhar seus canais preferidos e ficar atualizado sobre as novidades da música ou ouvir seus artistas preferidos.


Hoje em dia, para quem tem um smartphone é muito mais fácil se manter entretido. Porém, sem bateria nada disso seria possível. O carregador USB Orbe vai te salvar no momento em que você mais precisa.
Muitas empresas de ônibus estão investindo em carregador USB, pois perceberam a necessidade de seus passageiros de estarem com os dispositivos móveis sempre carregados.
É uma questão de segurança também, afinal usamos GPS para nos localizar, precisamos telefonar em casos de emergência, muitos bancos disponibilizam token de acesso à conta por de aplicativo etc. Ter bateria no celular não é luxo, é necessidade. Por isso um carregador USB Orbe é fundamental.
Não fique sem carregar o seu celular ou tablet durante a viagem. Antes de comprar a passagem, pergunte no guichê se os ônibus contam com carregador USB Orbe, essa facilidade pode tornar a sua viagem muito mais agradável.

Compartilhe:

Saiba tudo sobre a história do ônibus

Publicado em 12/09/2018

 

O transporte público coletivo no país possui os ônibus como o principal meio disponibilizado para a população ser atendida. Transporta, diariamente, milhões de pessoas por todo o Brasil e é fundamental para a locomoção nas áreas urbanas, rurais e entre estados e municípios.
Neste texto, falaremos sobre a história do ônibus, desde sua criação até a evolução para transportar a maior quantidade de pessoas possível e contribuir para atender as necessidades de deslocamentos e de sustentabilidade, nos dias atuais.


História do ônibus: o início


A história do ônibus surge a partir de um conceito inicial: revolucionar a forma como as pessoas seriam transportadas, coletivamente, de um local a outro.
Sua origem ocorre pela necessidade de um proprietário de casas de banhos públicos, na cidade francesa de Nantes, que desejava facilitar o transporte de mais pessoas para as instalações de seus empreendimentos, que ficavam nos arredores da cidade.
Em 1826, disponibiliza um serviço de carroças, autorizado pelas autoridades locais. Fazia-se o percurso entre a cidade e as casas de banhos.
Com grande sucesso, os negócios do empresário mudaram de segmento: migraram das casas de banhos para o transporte em si, que fora idealizado por ele. Fundou, então, em 1828, a primeira empresa de ônibus, a Entreprise Générale des Omnibus, em Paris.
Porém por problemas diversos, a empresa não obteve sucesso. De qualquer modo, o conceito já estava lançado e se consolidou, anos depois, em 1895. Nessa oportunidade, foi lançado o primeiro ônibus movido à combustão, criado pelo empresário Karl Benz.
Aqui no Brasil, o primeiro serviço de transporte de pessoas via ônibus teve início em 1817, na cidade do Rio de Janeiro. De acordo com dados da Revista Ônibus, na época, D. João VI concedeu a Sebastião Fábregas de Suriguê, então sargento-mor da Guarda Real e barbeiro do Rei, a concessão da exploração de duas linhas de transporte de pessoas, as quais faziam o percurso Praça XV Quinta da Boa Vista e Praça XV- Fazenda de Santa Cruz.


A origem da denominação ônibus


A história do ônibus tem um fator interessante que é o relacionado a como foi escolhido este nome.
A palavra ônibus se origina pelo conceito de transporte de “tudo para todos”, que tem origem no latim Omnibus. Ao usar o termo, desejava-se designar o tipo de transporte, que utilizou a decomposição da palavra, com intenção de vincular a uma chapelaria que mantinha o ponto final do serviço, que se chamava Omnes.
Assim, foi uma forma de remeter à lembrança do serviço ao negócio e, de certa forma, fazer o marketing do local.
Em outras versões da história, entretanto, o termo “ônibus” deriva da palavra voiture omnibus, que significa carro para todos.


A evolução do ônibus


A história do ônibus apresenta uma grande quantidade de inovações desde sua origem até os dias atuais.
O ônibus, concebido originalmente, já não tem mais nada a ver com os modernos meios de transporte com essa finalidade. Inclusive, a inovação permanece de forma infinita, com reflexos em conforto, agilidade, economia e sustentabilidade, alterando-se ano a ano.
O primeiro modelo de ônibus foi desenvolvido em 1895 por Carl Benz, com capacidade para oito passageiros, através de veículos Benz com motor de 5 cv.
Em 1905, foi adotado em Berlim o uso de ônibus de dois andares, com 32 lugares totais, para acomodar passageiros sentados.
Em 1910, foi desenvolvido o câmbio hidráulico pela empresa Benz, o que possibilitou ao veículo circular por 12 mil Km sem apresentar qualquer problema de motor, câmbio e pneus.
Por volta de 1920, são lançados:
• motor a diesel;
• freio a ar comprimido;
• chassis com vigas apoiadas sobre o eixo traseiro.
Durante os anos 1930, foi feito investimento nas estradas, o que gerou aumento de velocidade dos veículos, possibilitando competirem, em longos trajetos, com os trens.
Na década de 1950, os projetos começam a contemplar inovações nas carrocerias tipo monobloco. Essa foi outra grande revolução para esse tipo de veículo, uma vez em que lhe proporcionou maior conforto, estabilidade e agilidade, além e reduzir seu peso.


O surgimento de novas tecnologias e combustíveis para ônibus


Novas tecnologias e aprimoramentos estruturais impactaram de forma definitiva a história do ônibus.
Os ônibus passaram a utilizar combustíveis mais sustentáveis, com menos emissão de poluentes, assim como aqueles com uso de eletricidade.
Ao longo dessa evolução, podemos notar, também, o surgimento de produtos que geram maior conforto aos passageiros, tais como carregadores USB, monitores e áudio pessoal.
Na China, já existem estudos em estágio avançado no qual é possível utilizar ônibus que transitam acima dos demais veículos, os TEB – Transit Elevated Bus.
Além disso, estudos para automatização dos ônibus, com identificação de sinalização e módulos de segurança já estão presentes em testes da indústria.


Conclusão sobre história do ônibus


O surgimento do ônibus, bem como sua evolução, gerou maior flexibilidade, rapidez e facilidades aos usuários. Na atualidade, como já citado anteriormente, é o principal meio de transporte coletivo brasileiro.
Navegue em nosso site e conheça mais da linha de produtos para ônibus. Aproveite e deixe um comentário sobre este texto.

Fontes:
http://www.historiadetudo.com/onibus
https://www.mercedes-benz.com.br/institucional/historia/onibus
https://www.listadecuriosidades.com.br/diversos/historia/como-surgiu-o-onibus/
https://fabiohaubert.com.br/onibus/
http://www.transatransporte.com.br
https://www.mercedes-benz.com.br/institucional/historia/onibus

Compartilhe:

Conforto e tecnologia em viagens

Publicado em 13/08/2018

 

Quando pensamos em viagens de carro o ideal é preparar aquele lanche para estrada, criar uma boa playlist só com os maiores clássicos e uma boa tela multimídia para ver e ouvir vários shows e outros programas no maior conforto possível. Para tornar suas viagens de carro ainda mais divertidas, existem diversos tipos de acessórios que podem ser instalados em seu veículo.


Conforto no banco de trás


Alguns tipos de acessórios podem ser instalados para melhorar o conforto dos passageiros que estão no banco de trás. Caixas de som específicas para estes passageiros e até mesmo monitores de LCD.
O monitor acoplado no encosto de cabeça é provavelmente a melhor opção de entretenimento, já que pode ser utilizado por passageiros de todas as idades, incluindo crianças. Ele é de fácil instalação e conta com uma tela de 7 polegadas. Sendo assim, os passageiros poderão acompanhar seus shows favoritos sem nenhum problema. Alguns modelos de encostos de cabeça com tela acoplada também são compatíveis com fone wireless e fones de ouvido convencionais, dando ainda mais conforto para os passageiros.


Opção para Áudio


Se sua ideia de conforto na estrada está mais ligada com uma boa música ou um podcast, saiba que existem várias maneiras de melhorar a experiência enquanto dirige. Hoje em dia é possível escolher entre diferentes modelos de amplificadores que vão adicionar mais potência ao seu som.
Além disso algumas opções de caixas de som e subwolfer podem ser instaladas em diversos lugares do carro, melhorando o seu sistema de som. Elas são de fácil instalação e podem melhorar inclusive a experiência sonora dos passageiros no banco de trás.


Opções de Vídeo


Em termos de vídeos existem diversos kits multimídia. Eles adicionam novas funções para o painel de seu carro, como tela de LCD com diversas recursos como GPS e a opção de assistir vídeos. Além do kit em si, existem outros modelos de monitores de vídeo que podem ser instalados em outros locais do carro.
A grande maioria dos monitores conta com entrada para fone ou compatibilidade com fone de ouvido wireless e, sendo assim, todos do carro podem desfrutar de seus respectivos vídeos e programas favoritos sem atrapalhar o motorista e os outros ocupantes do carro.


Acessórios para carro


Existem alguns outros acessórios que garantem um maior conforto no momento da viagem, como por exemplo o carregador USB. Ele é instalado geralmente próximo à marcha, mas pode ser colocado em outros locais do carro também. O carregador USB pode ser utilizado para carregar qualquer tipo de aparelho que tenha compatibilidade com a entrada, como GPS e a maioria dos celulares.
Se você procura mais segurança, existem opções de câmeras para serem instaladas no painel, ou câmera de ré que facilita no momento de manobrar o veículo. Existe a opção de conectar a câmera de ré com um monitor no espelho retrovisor do carro, o que facilita e dá mais conforto e segurança ao motorista.


Navegue em nosso site e conheça estes e muitos outros produtos que vão proporcionar ainda mais conforto para suas viagens.

Compartilhe:

Inovação e tecnologia no segmento automotivo

Publicado em 15/06/2018

O setor automobilístico vem sofrendo grande impacto a partir dos avanços da tecnologia e da inovação, cada vez mais constantes, não é mesmo? Desde a criação dos primeiros veículos e até mesmo de carro e ônibus produzidos mais recentemente, vimos um avanço monumental dos veículos, sob vários aspectos.

Neste artigo, abordaremos o impacto da tecnologia e inovação provocados na indústria automobilística e que envolvem questões ambientais, segurança, autonomia, conforto e os processos de produção. Acompanhe todos os detalhes!


Investimento em melhoria de processos
A indústria automotiva sempre correu atrás de aperfeiçoar seus processos, com menores custos e aumento de suas margens de lucro.
Então, para chegar lá, precisou investir em melhorias e racionalização de produção, com mudanças intensas a respeito de modelos de desenvolvimento de fornecedores. Assim, você pode perceber ser possível utilizar maior recurso tecnológico de apoio, que envolveu toda a cadeia produtiva.

E você deve estar se perguntando: o que viria a seguir? Bem, partindo para modelos de montagens por células e estratégias de produção mais direcionadas, houve um aumento de produtividade e redução de custos, com fortalecimento de itens de segurança para melhorias dos veículos.


Robotização e impressão 3D
O maior uso de componentes eletrônicos e da robótica permitiu à indústria alcançar um salto de qualidade e competitividade, passando a ser um diferencial, em relação aos demais segmentos industriais. Como você pode notar nos vários Salões do Automóvel pelo mundo.
A integração de sistemas permitiu ganhos em produção de:
Motores;
Chassis;
Freios;
Tecnologia de bordo;
Direção etc,
Assim, disponibilizando uma nova era para essa indústria das quatro rodas. Com tanta novidade que você, que ama carros, pode observar, a todo momento.
Você sabia que, mais recentemente, o uso intenso da tecnologia 3D tem auxiliado a montar protótipos de peças e componentes? É isso mesmo, e ainda vem reduzindo o custo de usinagem – ou seja, processo de produção da peça, que envolve vários processos técnicos.


Inovações dentro e fora dos veículos
Você pode constatar esses avanços em itens como:
Air bags;
Freios abs;
Sistemas de frenagem;
Transmissões automáticas;
Conforto;
Melhorias de capacidade de motores;
Monitoramento de ponto cego;
Controlador inteligente de velocidade;
Sistema start-stop;
Self-park;
Sensor de cansaço com avisos sonoros, entre outras facilidades.
Todos são aspectos bastante alterados pelos avanços em termos de inovação e a tecnologia.


Conectividade, sustentabilidade e autonomia
O caminho imediato da indústria automotiva está direcionado para a conectividade e autonomia dos veículos, sejam leves ou pesados.
Isso ocorre para auxiliar motoristas a dirigir com mais segurança e conforto, bem como promover princípios para melhor qualidade de vida.
Inclusive, se você perceber, a indústria vem oferecendo veículos autônomos, ainda de forma tímida, mas crescente em vários lugares do mundo. Esses veículos serão, sem dúvidas, bastante incentivados por governos e consumidores. Sobretudo porque contam com padrões de controles de poluição e são altamente conectados.


Conclusões sobre inovação e tecnologia na indústria automotiva
Como você pode ver, inovação tem sido a grande menina dos olhos da indústria automotiva. E se entre 2013 a 2016, o setor recebeu R$ 21 Bilhões, aproveitando o Programa Inovar Auto, lançado em 2012, vem mais por aí, pode esperar: em 2019, entrará em vigor o programa Rota 2030, Mobilidade e Logística.
Trata-se de iniciativa que incentivará a produção e inovações ainda maiores, visando se alinhar à 4ª Revolução industrial, direcionada a conexão física e digital entre diversos dispositivos e equipamentos, privilegiando conforto e segurança do usuário.
O que você achou sobre o artigo inovação e tecnologia no segmento automotivo? Deixe seu comentário abaixo!

Fontes:
https://canaltech.com.br/carros/inovacao-na-industria-automobilistica-estamos-prontos-para-o-proximo-seculo-39665/
https://www1.folha.uol.com.br/mercado/2017/12/1945381-setor-automotivo-investiu-r-21-bi-em-inovacao-diz-mdic.shtml
https://helabs.com/blog/a-tecnologia-por-tras-do-setor-automotivo-revisado/
http://www.logosrastreamento.com.br/rfid-cresce-no-setor-automotivo-alemao/
http://brasil.abgi-group.com/radar-inovacao/noticias/os-desafios-do-setor-automotivo-em-direcao-industria-4-0/

Compartilhe: